PSICO-GENEALOGIA

Por Lucile de La Reberdière

Em https://www.annuaire-therapeutes.com/index-des-disciplines

Liberte-se do peso do passado 

É uma prática terapêutica recente: a psicogenealogia é baseada em diferentes abordagens da psicologia, incluindo a corrente psicanalítica. Esta análise transgeracional começa na árvore genealógica para identificar e tratar a causa dos distúrbios recorrentes e inexplicáveis. Figuras como Françoise Dolto ajudaram a tornar esta prática conhecida.

Uma sessão para quem e para quê? 

A psicogenealogia baseia-se na ideia de que os traumas, conflitos ou não-ditos numa família podem levar a distúrbios nas gerações posteriores. Alergias, pesadelos, vícios, acidentes, mas também divórcios ou abortos … males ou bloqueios podem ter por origem os problemas dos antepassados.

A psicogenealogia baseia-se no pressuposto de que certas doenças, dificuldades ou situações de insucesso são o sintoma de um facto que vem do passado e que bloqueia, como um luto que não se fez ou um casamento difícil. Pode manifestar-se de maneiras diferentes e inconscientemente, durante toda a descendência, geralmente em datas importantes da família. Isto é o chamado síndrome de aniversário.

A terapia permite fazer um balanço do próprio lugar no tabuleiro de xadrez da família, tomar consciência de possíveis relações de dominação, isolamento ou sombras, e sair da programação emocional herdada, bem como devolver as dívidas inconscientes transmitidas pelos antepassados. A psicogenealogia é interessante em casos de somatização, repressões parentais, situações de maus-tratos, fracasso nas relações amorosas ou profissionais, sentimentos de exclusão, sofrimento migratório e, de maneira mais geral, questionamento sobre as suas origens.

Interações do Leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *