PSICO-ENERGÉTICA

Por Lucile de La Reberdière

Em https://www.annuaire-therapeutes.com/index-des-disciplines

Eliminar o sofrimento reequilibrando o campo de energia 

A psicologia energética não se refere a uma, mas a várias práticas terapêuticas. Este campo de intervenção é chamado de "psicocorporal" porque visa restaurar o funcionamento físico, emocional e psicológico de um indivíduo. A psicologia energética baseia-se tanto nas leis da psicologia ocidental (principalmente a de Jung) quanto no conhecimento oriental da medicina chinesa. Esta ponte “Oriente/Ocidente” permitiu que a psicologia energética desenvolvesse técnicas simples que actuam em dois níveis: o psicológico, permitindo dar sentido ao sofrimento e outro mais subtil, que implica a harmonização energética. As técnicas são numerosas e têm nomes diferentes.

Uma sessão: para quem e para quê?

A família de técnicas, ligada ao equilíbrio mente-corpo, trata os distúrbios energéticos causados por pensamentos, eventos, sensações, ambientes ou situações da vida. A ideia é agir sobre o psiquismo através do campo de energia do corpo. Entre os métodos que são utilizados, podemos citar os mais conhecidos: a Técnica da Libertação Emocional (EFT), que abriu o caminho para as chamadas técnicas "psicoenergéticas" e consiste em tocar em pontos de acupunctura com os dedos, concentrando-se no pensamento, sentimento ou memórias difíceis e dolorosas. Outros exemplos incluem a Técnica de Acupressão TAPAS, a Técnica neuro-emocional, a Matriz de Reimpressão e “recodificação da matriz”. Todos procuram causar alterações electroquímicas no cérebro para desprogramar o sofrimento e induzir um estado de serenidade. O foco é o bloqueio de energia a dissolver, trazendo resultados rápidos em caso de traumas, crenças limitantes, fobias e transtornos de ansiedade.

Algumas informações úteis sobre uma sessão com um profissional de Psicologia Energética 

As sessões psicoenergéticas são realizadas pessoalmente com um terapeuta e são perfeitamente complementares a outras técnicas de bem-estar ou psicologia energética. Depois de ouvir o problema do paciente, o terapeuta estimula pontos do sistema energético: os meridianos, os chakras ou o campo energético global. Efectua uma limpeza, que também se pode chamar de "gommage", e uma reimpressão de novos cenários positivos. De seguida, um tempo de verbalização (não do trauma, mas do novo cenário) torna possível dar sentido à sua história e reescrevê-la. Podem ser necessárias até dez sessões. As técnicas da psicologia energética são acessíveis a todos e podem ser facilmente usadas fora do consultório de um terapeuta. Eles fazem parte de uma terapia breve. O objectivo é tornar o paciente autónomo para que ele se aproprie da técnica no dia-a-dia.

Interações do Leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *