NUTRITERAPIA

Lucile de La Reberdière

Em https://www.annuaire-therapeutes.com/index-des-disciplines

Comentário entre [.] por Isabel Silva baseado em https://www.cfna.be/comite-scientifique/dr-jean-paul-curtay/

Complementação celular

Comer variado, equilibrado e com qualidade nem sempre é suficiente para apoiar a saúde. As deficiências podem existir ao nível celular, passar despercebidas e, a longo prazo, desequilibrar a vitalidade. Praticada por médicos e naturopatas, esta nova abordagem garante um controlo nutricional preciso, benéfico para todas as idades.

Uma sessão: para quem e para quê?

Desenvolvida [nos anos 1980] pelo Dr. Jean-Paul Curtay, a nutriterapia é baseada nas mais recentes descobertas científicas em nutrição e dietética para corrigir deficiências nutricionais, essenciais para o funcionamento normal das células e dos órgãos. Esse reequilíbrio é feito através da ingestão de alimentos ou da suplementação com vitaminas, minerais, oligoelementos, antioxidantes, probióticos ou ácidos gordos poliinsaturados. Especificamente, a técnica inclui melhorias nos menus do dia-a-dia e a ingestão de suplementos alimentares específicos. A nutriterapia pode diagnosticar deficiências e atender às necessidades específicas do metabolismo para prevenir doenças e fortalecer a imunidade. Também aumenta o desempenho físico e intelectual, a vitalidade e a concentração. Os seus benefícios oferecem: melhor gestão do stress, maior resistência à fadiga e melhoria nos distúrbios do sono. Os seus princípios de reorientação alimentar e o conhecimento das fragilidades do terreno orgânico tornam-na uma prática de estilo de vida muito simples que, a longo prazo, aumenta a esperança de vida e a qualidade de vida dos idosos.

Interações do Leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *