MEDICINA DE HILDEGARDE DE BINGEN

Por Lucile de La Reberdière

Em https://www.annuaire-therapeutes.com/index-des-disciplines

Acredite nas virtudes da natureza para preservar a saúde

Primeira naturopata da história, a abadessa alemã do século XII deixou-nos conhecimentos médicos cujo alcance visionário está confirmado nos dias de hoje. Entrou no convento aos 8 anos de idade e dotada de visões desde a infância, desenvolveu dicas e receitas de estilo de vida saudável, que incluem comida, meio ambiente e vida espiritual. A medicina hildegardiana oferece uma visão holística e preventiva da saúde. Esta medicina foi de novo introduzida por um médico alemão na década de 1950 e até hoje continua a despertar interesse, graças ao lugar central que dá aos recursos terapêuticos da natureza.  

Uma sessão para quem e para quê?

A abordagem de saúde hildegardiana é baseada em preceitos nutricionais: os alimentos são apresentados pelas suas propriedades curativas e não pelo seu conteúdo calórico ou vitamínico. Hildegarde de Bingen opõe dois estados de saúde: a "bílis negra" e o "humor suave". Um é caracterizado por deficiências ou sobrecargas e é causa de desequilíbrios, intoxicações, raiva ou tristeza. O outro é favorecido pelo que ela chama de "alimento da alegria". Entre esses remédios, Hildegarde de Bingen cita as frutas e os legumes, que aconselha a não comer crus, mas também os cereais, especialmente os não-híbridos.

As plantas ocupam um lugar central na farmacopeia de Hildegarde, consumidas principalmente na forma de chás de ervas, como o funcho, amplamente aclamado.

Santa Hildegarde insistiu em comer alimentos produzidos perto de casa (locavore) e exaltou as virtudes do jejum regular. Desenvolveu ainda bálsamos, pomadas, pós e elixires para usar nas massagens ou em cataplasmas para tratar várias patologias. As suas recomendações médicas estendem-se aos benefícios da litoterapia, da meditação e da música que recomenda para harmonizar um organismo enfraquecido.

Algumas informações úteis

Além das obras históricas agora disponíveis ao público, privilegie os escritos como Causas e Remédios, porque muitos livros actuais não são completamente fiéis à sua visão.

Interações do Leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *