MEDICINA AMPLIADA PELA ANTROPOSOFIA

Fonte; http://www.sab.org.br/portal/medicinaeterapias/136-medicina-ampliada-pela-antroposofia

Introdução

A Medicina ampliada pela Antroposofia (MaA) pode ser considerada uma ampliação da medicina convencional visto que, além dos conhecimentos desta, utiliza a imagem do ser humano e do mundo segundo a Antroposofia. Dessa forma, considera o homem como constituído, além da sua parte física (objecto de estudo e tratamento da medicina convencional), também de uma parte vital, outra emocional (considerada também na medicina psicossomática) e de um cerne espiritual individual.

Essa visão ampliada repercute-se na terapêutica, que recorre a medicamentos naturais, obtidos dos três reinos da natureza (mineral, vegetal e animal) devidamente preparados e dinamizados, além de outras formas terapêuticas como por exemplo a Terapia Artística, a Euritmia Curativa, a Massagem Rítmica, a Hidroterapia, as fricções, a Musicoterapia, a Quirofonética, etc.

Os médicos que praticam a MaA têm a sua formação convencional (…) e fizeram uma formação específica complementar em MaA.

Hoje em dia a MaA é praticada em cerca de 30 países. (…)

Histórico mundial da medicina antroposófica

O início da Medicina ampliada pela Antroposofia remonta aos meados da década de 1910, quando alguns médicos que seguiam as ideias de Rudolf Steiner passaram a questioná-lo sobre a possibilidade de se compreender melhor a medicina do ponto de vista espiritual. Inicialmente essas conversas tiveram um carácter particular; a partir de 1920 começaram a ocorrer cursos dados por R. Steiner especificamente para médicos. Já em 1921 a Dra. Ita Wegman, médica formada e a trabalhar em Zurique, fundou a clínica na cidade suíça de Arlesheim, que mais tarde recebeu o seu nome e que perdura até hoje.

Interações do Leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *