HIDROTERAPIA DO CÓLON ou IRRIGAÇÃO DO CÓLON

Por Helena e Laurent Bordas

O que é

A irrigação do cólon é um método suave, de limpeza do cólon feito com água filtrada e aquecida, introduzida através do recto através de uma cânula e que percorre o cólon na sua totalidade.

Este tipo de lavagem faz descolar detritos duros e antigos, assim como peles mortas que se alojam no intestino.

A irrigação do cólon não põe em risco a flora intestina: apenas uma pequena parte é eliminada, que se recompõem em poucas horas. Ao contrário, os laxativos e antibióticos destroem quase todos os bacilos da flora intestinal, exigindo um longo período de recuperação.

Porquê

Dia após dia, detritos e toxinas ligados á alimentação, ao stress, à poluição, obstruem pouco a pouco o cólon, que perde a sua eficácia. O corpo submete-se, pois,.a uma intoxicação progressiva.

A obstrução do cólon pode ser responsável por numerosas patologias relacionadas com as vias digestivas, urinárias, respiratórias, a pele, o sistema nervoso, etc.

A irrigação do cólon permite a eliminação dos detritos incrustados nas pregas da parede intestinal: matérias fecais, revestimento mucoso morto no epitélio, resíduos irritantes, parasitas, toxinas  e favorece igualmente a evacuação de gases.

O cólon limpo recupera o seu funcionamento normal, a imunidade natural é estimulada e o processo de assimilação/eliminação reequilibrado, melhora o estado geral do indivíduo.

Interesse

Como medida de higiene e prevenção, a prática regular da irrigação do cólon é um trunfo incontestável para mantê-lo saudável.

O ideal será de o integrar num princípio holístico de higiene de vida: alimentação saudável, actividade física, harmonia no plano psico-afectivo.

Como meio de investigação, a irrigação do cólon informa sobre o estado funcional do aparelho digestivo através da análise da forma e do aspecto da matéria fecal e também da presença de gases e parasitas.

Como complemento de outras terapias é um utensílio essencial que prepara o cólon para colonoscopias e certas intervenções cirúrgicas e ajuda a eliminar os efeitos negativos das anestesias.

Aumenta a eficácia dos tratamentos efectuados por via rectal: insuflamento de ozono, fitoterapia, aplicações nutricionais, etc.

É uma boa medida complementar no caso de cura de desintoxicação, dieta ou jejum.

Esta prática pode também ajudar quem segue um caminho de desenvolvimento pessoal.

Objectivos

  • Aumento da tonicidade abdominal e a estimulação do movimento peristáltico intestinal, graças à acção mecânica e térmica da água.
  • Desaparecimento das inflamações locais.
  • Melhoramento das colites.
  • Eliminação dos parasitas.
  • Melhor assimilação dos alimentos e diminuição das diferentes carências em elementos vitais.
  • Ligeireza, devido à descompressão e ao desbloqueamento, de todos os órgãos limítrofes do cólon.
  • Melhoramento do estado da pele.
  • Melhoramento dos sentidos (audição, olfacto, visão).
  • Melhoramento das funções renais.
  • Melhoramento da circulação sanguínea sobretudo nos  membros inferiores.
  • Desbloqueamento das vias respiratórias superiores. 
  • Adelgaçamento da cintura e perda de peso.
  • Estimulação da imunidade natural.
  • Melhoramento do estado geral, efeito relaxante e tonificante, sensação de bem-estar

Aplicação

O paciente está deitado de costas na marquesa. Uma cânula é introduzida no recto e está equipada de dois tubos, um para fazer entrar a água limpa e o outro para evacuar a água usada. 

São efectuados banhos, por etapas sucessivas, com uma temperatura regulada e uma quantidade de água que pode ir de 1 a 3 litros aproximadamente.

Tempo de duração da hidroterapia, 30 a 45 minutos.

O terapeuta utiliza uma técnica de massagem sobre o abdómen o que favorece a fragmentação e a descamação dos resíduos fecais, estimulando os movimentos peristálticos e permitindo ao cólon encontrar a sua forma original.

Interações do Leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *