ACUPRESSÃO

Por Marie Courtneau

Em https://www.annuaire-therapeutes.com/index-des-disciplines

Acupressão: Auto-alívio de mal estares pela simples pressão com os dedos

A acupressão ou digitopunctura baseia-se nos princípios da medicina tradicional chinesa (qi, meridianos, yin e yang, etc.) e visa estimular os pontos de acupunctura, sem agulhas, pela simples pressão dos dedos. Esta pressão manual de pontos-chave do corpo é conhecida desde há muito tempo no seio da tradição de saúde chinesa: há 2500 anos, algumas automassagens eram já descritas nos textos de referência da medicina chinesa. Hoje em dia a acupressão pode tanto ser uma automassagem muito simples de certos pontos face a um sintoma preciso, como integrada numa complexa terapêutica global com uma sequência de estímulos manuais de certos pontos da acupunctura.

Neste último caso, o praticante recorre geralmente a uma abordagem terapêutica mais vasta e elaborada (a digitopunctura é umas das ferramentas, mas não a única). O shiatsu, a auriculoterapia, a reflexologia, o Jin Shin Jyutsu, a Bio-psico-acupressão (BPA), o Do In, o Diem Cham, a massagem Tui Na ou ainda o Su Jok, fazem uso da digitopunctura nas suas abordagens.

Para quem e para que efeito?

A acupressão é particularmente recomendada pelos seus benefícios sobre o stress, para acalmar tensões nervosas ou dores nos ossos. Graças às aplicações para smartphones ou à consulta de pequenos manuais, estimular durante alguns minutos um ponto específico pode tornar a acupressão numa ferramenta extremamente útil em viagem ou deslocação para pequenos mal-estares como náuseas, pernas pesadas, início de constipações, enxaqueca, obstipação, falta de concentração, problemas de sono ou ainda em alturas de exame (memória, foco, stress...). A simplicidade e a eficácia observadas são surpreendentes para muitas pessoas. Convém, no entanto, ser prudente em caso de gravidez: alguns pontos são absolutamente proibidos.

Existem também protocolos de automassagem facial propostos por motivos estéticos. Ao associar o impacto fisiológico da massagem e estimular numerosos pontos de acupunctura presentes no rosto, pescoço e crânio, os músculos faciais ficam relaxados, a pele fortalecida, a fronte mais suave e verifica-se uma diminuição das rugas.

Algumas informações úteis sobre uma sessão

Para os mal estares do dia-a-dia, podemo-nos auto-massajar estimulando alguns pontos aconselhados pelo terapeuta de medicina tradicional chinesa ou ainda munindo-nos de um livro de referência ou de uma app. Numa abordagem mais lata (prevenção, bem estar geral, insónia, tensões musculares recorrentes…) dirija-se de preferência a um praticante com formação em shiatsu, reflexologia, Jin Shin Jyutsu ou Tui na, por exemplo.

A sessão

Numa primeira sessão o terapeuta aplica um questionário para conhecer as expectativas e os eventuais problemas de saúde. A sessão tem lugar deitado ou sentado, não precisando o paciente de se despir. Como em todas as técnicas de reflexologia, convém evitar qualquer excesso antes ou depois da sessão (refeição demasiado pesada, ou pelo contrário jejum ou fome, consumo de álcool ou de tabaco).

Interações do Leitor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *